quinta-feira, 23 de setembro de 2010

salário ao fim do mês, a quanto obrigas.

hoje servi de modelo (baahahahah) para umas fotografias de um cliente cá da agência. ao que isto chegou. realmente ter budget limitado é lixado, obriga a recorrer à prata da casa, ou seja, pessoas que não fizeram mal a ninguém. a minha missão foi fingir que estava empoleirada à janela a avistar, quiçá, um unicórnio na rua. para tal, obrigaram-me a trajar um vestido (sexistas!), apanhar o cabelo (despenteada?eu??), e posar imóvel numa pose extremamente natural, com uma perna flectida e outra meio levantada no ar (não sei como é com vocês, eu cá ando sempre assim por casa). bom, pelo menos não estive a tarde toda em frente à porcaria do ecrã, e sempre fiquei a conhecer um apartamento belíssimo, situado em pleno parque eduardo VII.

8 comentários:

Meu Ego disse...

sorte a tua. de uma tarde diferente

http://www.joanazevedo.com/blog disse...

eu também já dei a cara para umas t-shirts...
pelo menos ainda consegui ficar com duas, o que já não é mau de todo visto que não cobrei o serviço extra... pode sr que um dia fiques tu com a casa llolol**

Pacica ♔ disse...

Tou com o Ego, se todos os dias de trabalho tivessem uma variante desse género, a coisa era mais suportável... digo eu.

Prezado disse...

Não bastava meterem os designers no desemprego, agora querem meter os modelos também.

Cat disse...

E deixaram-te ficar com o vestido? Isso é que era ;)

senhorita valdez disse...

qual quê, eu tive que levar a minha própria indumentária. já vi as fotos, até ficaram giras vá.

crème fraîche disse...

nós queremos ver isso

senhorita valdez disse...

hahah ok mostrarei assim que possível.